domingo, 13 de julho de 2014

19 ( História da Redenção) Os Espiões e seu Relatório - Parte Final


                                             Volta ao Deserto 

    O Senhor ordenou que os hebreus retornassem para o deserto, pelo caminho do Mar Vermelho. Estavam muito perto da boa terra, porém, por sua ímpia rebelião, perderam a proteção de Deus. Tivessem eles recebido o relatório de Calebe e Josué, e avançado imediatamente, Deus lhes teria dado a terra de Canaã. Mas foram incrédulos e mostraram tão insolente espírito contra Deus que trouxeram sobre si mesmos o aviso de que jamais entrariam na Terra Prometida. Foi por piedade e misericórdia que Deus os enviou de volta pelo Mar Vermelho, pois os amalequitas e cananeus, enquanto eles demoravam e murmuravam, ouviram a respeito dos espiões e se prepararam para fazer guerra contra os filhos de Israel. 

    "Depois falou o Senhor a Moisés e a Aarão, dizendo: Até quando sofrerei esta má congregação, que murmura contra Mim? Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel, com que murmuram contra Mim." Números 14:26 e 27. O Senhor ordenou a Moisés e Arão que dissessem ao povo que Ele faria como eles haviam falado. Eles haviam dito: "Ah! se morrêramos na terra do Egito! ou, ah! se morrêramos neste deserto!" Números 14:2. Agora Deus os tomaria em sua palavra. Mandou Seus servos dizer-lhes que morreriam no deserto, os de vinte anos para cima, por causa de sua rebeldia e murmuração contra o Senhor. Apenas Calebe e Josué, entrariam na terra de Canaã. "Mas os vossos filhos, de que dizeis: Por presa serão, meterei nela; e eles saberão da terra que vós desprezastes." Números 14:31. 

    O Senhor declarou que os filhos dos hebreus deviam vaguear no deserto quarenta anos, contados do tempo em que deixaram o Egito, devido à rebelião de seus pais, até que os pais estivessem todos mortos. Assim deviam eles suportar e sofrer as conseqüências de suas iniqüidades quarenta anos, de acordo com o número de dias em que espionaram a terra, um dia para cada ano. "E tereis experiência do Meu desagrado." Números 14:34. Eles deviam compreender plenamente que era a punição por sua idolatria e rebeldes murmurações, que tinham obrigado o Senhor a mudar Seu propósito concernente a eles. A Calebe e Josué foi prometida uma recompensa em primazia a toda multidão de Israel, porque estes tinham perdido todo o direito de pedir o favor e proteção de Deus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário